sexta-feira, 8 de julho de 2016

Preconceito





O que é preconceito
Preconceito é uma falha do pensamento, um erro na suposição e previsão de acontecimentos futuros. Preconceito ocorre quando uma pessoa imagina que já tem informações profundas a respeito de algo ou alguém a partir de uma pequena informação de entrada. Por exemplo: uma pessoa diz que é africana e o outro a imagina negra, pobre o doente - que pode ser um erro pois existem africanos com perfis totalmente diferentes.O problema do preconceito é que quase sempre a pessoa está errada em sua suposições.

Origem do preconceito
Acredito que a origem do preconceito venha da necessidade que o ser humano tem em saber exactamente como a outra pessoa é. A busca de informações precisas levam as pessoas a arrogâncias preconceituosas. O preconceito existe desde que o homem começou a deduzir e supor o que o outro poderia ser e fazer. Outra forma de ver a origem seria o medo do diferente, medo do desconhecido. Quando nos deparamos com algo não familiar tendemos a admirar ou a repudiar. O preconceito vem da repudia do desconhecido.

O ser humano é um ser preconceituoso por natureza?
A natureza do ser humano é de tentar facilitar o máximo possível tudo em sua vida. E o preconceito parece oferecer uma forma rápida de conhecimento (erróneo). A mídia pode incrementar o preconceito quando passa informações muito determinantes sobre assuntos subjetivos. Por exemplo, não podemos dizer que uma pessoa “é preconceituosa”, isso já é um preconceito, mas podemos dizer que uma pessoa foi preconceituosa em determinado momento sobre aquele determinado assunto. Mas esta forma de colocar as coisas jamais serão manchetes, toda manchete afirma algo de forma categórica (pois é isto que chama atenção) mas corre grande risco de ser preconceituosa.

Baseados nos últimos acontecimentos no País (negros X torcidas de futebol, nordestinos nas eleições, agressões aos homossexuais, haitianos X Ebola, pessoas acima do peso etc), por que o preconceito é tão comum ?

O ser humano gosta de “certezas”, e o preconceito oferece uma sensação de certeza (muitas vezes falsa), por exemplo quando alguém diz que todo italiano fala alto ele está sendo claramente preconceituoso mas também demonstra necessidade em saber exactamente como o italiano à sua frente irá se comportar, ele quer ter certeza, quer fazer previsões precisas sem considerar todas as variáveis possíveis como por exemplo haver italianos que se comportam de forma tranquila devido a sua personalidade, característica de família, etc.

Que tipo de consequências negativas uma pessoa que sofre preconceito pode apresentar?
O preconceito pode limitar as possibilidades quanto a relacionamentos de forma geral, sendo assim uma pessoa pode perder oportunidade em se relacionar com outra seja de forma romântica, amizade ou profissional, por conta de preconceitos. Em formas mais intensas o preconceito pode gerar raiva e esta raiva pode destruir a saúde emocional desta pessoa fazendo-a se isolar e acreditar, erroneamente, em sua menos valia diminuindo assim sua auto estima.

E como essa mesma pessoa deve reagir no momento em que sofre o preconceito para minimizar as consequências negativas em si mesmo?

O melhor a se fazer é conhecer o que é preconceito e entender que a pessoa preconceituosa se posicionou, antes de tudo, de forma limitada.

Onde buscar ajuda
Quando a atitude preconceituosa afectar a auto estima a ajuda de um psicólogo pode ser muito útil, pois ele pode colaborar para que esta pessoa fique ciente de suas reais qualidades independente do que outras pessoas possam achar.

Para o agressor: que tipo de consequências negativas ele pode sofrer na vida por ter esse tipo de pensamento/atitude?
Creio que este pode ser o que mais sofre, pois ao permitir que pensamentos limitantes dominem seu modo de pensar ele poderá ter toda uma gama de relacionamentos e oportunidades também limitadas. A raiva que ele sente de pessoas das quais nutre preconceito poderá ser o próprio veneno para sua alma.

Como identificar e combater o preconceito em si mesmo? 
Às vezes, a pessoa não admite que é preconceituosa, mas vive falando que a fulana é gorda, beltrano é feio etc.
Aprendendo a pensar de forma ampla e considerando sempre todas as possibilidades. Ou seja, não tendo preguiça na hora de entender e conhecer as pessoas e o mundo. Buscar o máximo de informações sobre tudo a fará perceber que nada é tão definitivo, ninguém é uma coisa só o tempo todo. Aprender a considerar o que há de diferente no outro como uma qualidade especial e não como algo a ser desprezado. Muitas vezes o preconceito é uma auto defesa, ou seja é possível que para não se sentir mal com relação a algo que não goste em si mesmo esta pessoa ataque outras, assim ela não foca em seus próprios problemas.

O preconceito acaba sendo um costume social. É possível reverter essa característica na população inteira? Como?
A forma de pensar pode ser um costume social, pode ser revertido mas eu particularmente não acredito que será algo que possa ser erradicado por completo em curto espaço de tempo. É um longo processo.


Marisapsicologa.com.br