quinta-feira, 9 de junho de 2016

Hoje eu vou te escrever para dizer que sinto a sua falta.






"Hoje eu vou te escrever para dizer que sinto a sua falta. Saiba que você é a lembrança mais nítida que existe em minha memória e na qual eu nunca quero apagar ou esquecer.
Quero que saiba que os últimos meses foram muitos difíceis para mim e que em muitas vezes eu chorei pela falta do teu colo para me acalmar. Saiba que eu acabei mentindo novamente nos últimos meses, por mostrar que havia superado, quando na verdade ainda sofria muito.
Saiba que ainda estou no modo automático, programada para sorrir, até mesmo quando estou triste. Mas às vezes o programa dá pânico e eu me derramo em lagrimas, como uma criança que sente falta do colo da mãe. 

Saiba que eu mudei, hoje sou uma pessoa mais fria pelas experiências não muito boas que a vida me deu, mas que essa frieza ainda não chegou ao meu coração, pois o espaço que você ocupa nele ainda não permitiu. 

Porque eu ainda te amo? Eu não sei, talvez o bem que você me faz não permita que eu deixe de te amar. Eu sinto saudades de você eu sinto saudade de mim como era antes, eu sinto saudade de nós dois... Os nossos dias de conflito e tristeza não apagaram os nossos momentos felizes, que não são poucos. 

Já te procurei noutros sorrisos, e nenhum dos que eu encontrei chegou tão perto da felicidade que o teu me trás. Uma vez ou outra esbarro com o teu perfume por aí, costumo fechar os olhos e imaginar a tua presença. Ilusão.
 
A saudade me consome e como não dá para evitá-la eu me aliei, hoje já somos melhores amigas.
Tem coisas que acabam, mas nunca terminam, e o nosso caso é um deles.

Anjo meu, Ainda Te Amo."
(Anonimo)