sábado, 4 de junho de 2016

Feitiço






Naquele dia, a fada entrou pela janela do quarto e, enquanto ela dormia, disse:

- Quando voltares a sentar-te num baloiço e fores capaz de repetir a proeza de fazê-lo voar até dares a volta ao suporte superior sem caíres ou sem deixares que o vestido se te descomponha com o movimento, só então, serás livre.

Dali em diante, os governantes mandaram que fossem retirados todos os baloiços de onde os pudesse encontrar. Havia uns, poucos, em quintais de muros demasiado altos para serem transpostos. Nunca seria livre.


Amariasoueu.blogspot.pt