terça-feira, 24 de maio de 2016

Como diferentes tipos de Abraços fazem Bem à Saúde



Você já abraçou alguém hoje? Existem diversos tipos de abraço, seja aquela mais apertado e cheio de saudade ou aquele que soa como um cumprimento. Independente de qual for, ele sempre é capaz de fazer bem.

Que tal aproveitar o 22 de maio, conhecido como o Dia do Abraço, para saber mais sobre os benefícios que esse gesto pode oferecer? A data passou a ser comemorada em 2004, depois que o australiano Juan Mann criou a campanha Free Hugs Campaign.

Importância do abraço

Independente dos tipos de abraço, o ato de abraçar faz bem à saúde. O motivo? O gesto é capaz de desencadear a libertação da oxitocina, também conhecida como hormona do amor, segundo um estudo realizado pela Universidade da Carolina do Norte, dos Estados Unidos.
De acordo com os pesquisadores, após abraçarem seus parceiros, as mulheres apresentaram uma tendência a reduzir a sua pressão sanguínea. Ou seja, abraçar realmente faz bem para o coração.

Aliás, essa demonstração de afecto deve estar presente desde os primeiros momento da vida. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o filho entre em contato com a mãe para a amamentação logo ao nascer, para quem ambos possam estar mais próximos e criar laços de afecto. 

Afinal, nada melhor que um abraço materno.

Mas não para por aí. Confira outros três benefícios que um bom abraço pode render tanto a quem o oferece quanto a quem o recebe. A propósito, que tal aproveitar a data e distribuir alguns? Você só tem a ganhar.

Melhora o sistema imunológico

Um estudo feito pela UK’s Manchester Metropolitan University, da Inglaterra, comprovou que abraçar com maior frequência pode reforçar o seu sistema imunológico.

Diminui a ansiedade

A Universidade Médica Viena, da Áustria, apontou os pontos positivos de abraçar alguém e entre eles está diminuir a sensação de ansiedade. O mesmo estudo ainda revelou que a pressão arterial diminui e ocorre melhora na memória.

Entretanto, os pesquisadores salientaram que os efeitos benéficos só acontecem quando as pessoas estão mutuamente dispostas ao sentimento proposto. Ou seja, o gesto precisa ser sincero.

O abraço é realmente capaz de fazer bem ao coração. 
Foto: iStock, Getty Images


Principais tipos de abraço

Receber um abraço pode realmente confortar, mas eles não são todos iguais. Tem aquele que acontece apenas como um ato de sociabilidade, enquanto outros adquirem dimensões mais profundas.

É o caso do abraço de consolo, recebido de alguém importante quando tudo parece dar errado. Também tem aquele que surge na hora da comemoração, quase como um agradecimento. Mas nada como sentir o coração do outro mais perto quando o sentimento presente é a saudade.

Independente dos tipos de abraço, o importante é não economizar e estar sempre disposto a demonstrar o seu afecto às pessoas que ama. É um gesto simples, mas pode fazer toda a diferença no seu dia.



Doutíssima