domingo, 7 de fevereiro de 2016

...estado emocional e a vibração...







Já todos aqui percebemos que o estado emocional e a vibração em que estamos tem directa influência no nosso dia a dia, certo?
Ou seja, independentemente se o ambiente é muito ou pouco denso, ele é um espelho da nossa energia interna.

Quando finalmente percebemos que temos o poder de mudar as nossas circunstâncias mudando o nosso estado de espirito, elevar a nossa energia passa a ser uma prioridade e até uma questão de sobrevivência na escada da nossa evolução, certo também?
Ou seja, mudando a nossa vibração interna, seremos simplesmente atraídos para um outro ambiente que melhor se ajusta à nossa nova vibração.

Por isso muitas vezes um despedimento, mudanças na equipa com quem trabalhamos, fins de relação sejam eles causados por nós ou não e outras tantas situações aparentemente devastadoras, são apenas ajustes entre a nossa energia e os ambientes e pessoas.

Quantas vezes o nosso maior esforço escorre para tentativas vãs de sermos perfeitos, conseguir promoções, controlar os nossos relacionamentos para ilusóriamente sentirmos que estamos a subir a escada quando o que realmente nos fará subir será o simples aumento da vibração de energia dentro de nós que nos convidará a novas escolhas.

Se a tua realidade não te satisfaz, se quem te rodeia não tem a qualidade que anseias, se sonhas com uma vida de abundância emocional, social e financeira, começa por aceitar o lugar onde estás hoje e procura pacificar-te com ele. Mesmo que não entendas porque estás a viver determinados desafios, confia que todos estão a servir a evolução do teu espírito. Relaxa, respira e rende-te que essa foi a realidade que tu co-criaste algures no tempo. Mesmo que certas pessoas não façam sentido na tua realidade, elas estão a servir de espelho a velhas energias tuas que ainda buscam purificação e libertação. Agradece esse reflexo do que vive inconsciente em ti. É muito provável que algures em tempos passados tu tenhas sido igual...
Seja qual for a tua realidade, agradece e abençoa todas as aprendizagens que ela te deu e o quanto ela serviu na tua viagem.

É a partir desta pacificação, desta postura de paz interior com o exterior que finalmente nos apercebemos que estamos prontos para novas experiências. Que já crescemos para além das presentes circunstâncias e finalmente sentimos que merecemos melhor, que queremos mais..
Se estivermos atentos a sinais, sincronias e encontros curiosos em breve chegará um novo tempo e espaço onde iremos continuar a nossa viagem toda ela cheia de desafios, pessoas e experiências.
E também um dia nos cansaremos dela, também um dia a iremos ver como obsoleta e iremos de novo pô-la em causa. Ou não estaríamos numa viagem de expansão e evolução...

Bem Hajas!Já todos aqui percebemos que o estado emocional e a vibração em que estamos tem directa influência no nosso dia a dia, certo?
Ou seja, independentemente se o ambiente é muito ou pouco denso, ele é um espelho da nossa energia interna.

Quando finalmente percebemos que temos o poder de mudar as nossas circunstâncias mudando o nosso estado de espirito, elevar a nossa energia passa a ser uma prioridade e até uma questão de sobrevivência na escada da nossa evolução, certo também?
Ou seja, mudando a nossa vibração interna, seremos simplesmente atraídos para um outro ambiente que melhor se ajusta à nossa nova vibração.

Por isso muitas vezes um despedimento, mudanças na equipa com quem trabalhamos, fins de relação sejam eles causados por nós ou não e outras tantas situações aparentemente devastadoras, são apenas ajustes da energia em relação aos ambientes às pessoas.

Quantas vezes o nosso maior esforço escorre para tentativas vãs de sermos perfeitos, conseguir promoções, controlar os nossos relacionamentos para ilusóriamente sentirmos que estamos a subir a escada quando o que realmente nos levará naturalmente para lá será o simples aumento da vibração de energia dentro de nós.

E também um dia nos cansaremos dela, também um dia a iremos ver como obsoleta e iremos de novo pô-la em causa. Ou não estaríamos numa viagem de evolução...