quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Carta para Juditinha



Lisboa, 09 de Fevereiro de 1960,


Querida Juditinha

Muito estimo que esta carta te vá encontrar bem de saúde junto da tua familia, nós por cá todos bem.

Eu não te disse mas quis inscrever-me num grupo de teatro que há perto da minha casa. Eles ensaiam numa garagem grande que está desocupada há muitos anos e um dia ao passar por lá vi um papel no portão a pedir figurantes. 
Segui para casa sempre a pensar naquilo, enchi-me de coragem e contei à minha mãe sobre o anúncio dizendo-lhe também que gostava de me inscrever. A minha mãe estava sentada na sala a fazer tricôt, ficou calada e ficou ali um silêncio em que só se ouviam as agulhas de aluminio a bater uma contra a outra e na cozinha o canário a cantar. 
Fiquei ali expectante, até que a minha mãe olhou para mim e disse-me: "Quando o teu pai chegar fala com ele!" 
E falei! Lá voltei a contar-lhe o que já tinha dito à minha mãe. Então o meu pai fez-me ver que trabalhar no teatro mesmo sendo figurante não era um trabalho sério para uma menina da minha idade que estava a querer entrar no magistério... patati patata... e ficámos assim.

Daí a dois dias voltei a passar pela garagem, o anúncio já não estava lá mas resolvi entrar. Eles estavam a começar a ensaiar e deixaram-me estar a observar. Fiquei tão absorta que quando olhei para o relógio já se tinham passado duas horas. Entretanto fizeram uma pausa e eu aproveitei para sair não tendo tido coragem de perguntar se já tinham contratado os figurantes. Já na rua, olhei para o chão junto à parede e lá estava o anúncio que devia ter caído. Apanhei-o e voltei a lê-lo com mais atenção. Afinal os figurantes que eles pediam tinham que ter a idade entre 40 e 50 anos e do sexo masculino. Respirei fundo e olha até parece que um peso saiu de cima de mim.

E tu Juditinha como tens passado? Já andas mais calma? E as explicações já vão recomeçar não é?
Eu ontem mandei-te um postal, já o deves ter recebido. Diz-me se o recebeste porque ultimamente andas muito esquecida.

Estou a pensar para a semana nós nos encontrarmos o que é que achas?  Esta semana não posso porque as lavadeiras de Caneças devem fazer as entregas lá para quarta ou quinta feira e depois tenho que ajudar a minha mãe a esticar bem os lençois. E o cheirinho da roupa lavada e corada ao sol? Uma verdadeira maravilha.

Bem, com esta me despeço, continuação de boa saúde, beijinhos.

Sempre tua amiga,

Isabelinha