sexta-feira, 22 de janeiro de 2016


TUDO É PAIXÃO







Assim me perguntaste,
assim te respondi:
tudo é paixão

Como não lamber
da tua pele, o mel
que o desejo fabrica?
E como a minha boca
não recolher o néctar
da tua boa?
Ou como não sorver
das tuas mãos o pólen
da ternura?
E se em vez de paixão,
for sexo apenas,,
ou loucura?
Pode até não ser amor.
Mas, seja o que for,
não é pior.

Joaquim Pessoa