domingo, 3 de janeiro de 2016

OS 50 SÃO OS NOVOS 40 ?



A Idade, diz o povo, está na cabeça de cada um. No entanto, nas cabeças de muitos, existem ainda alguns comportamentos apropriados a cada fase da vida. Não obstante, esses estereótipos estão cada vez mais distantes, até porque existem velhos de 20 anos e jovens de 70. Com a alteração de comportamentos, serão os 50 os novos 30 ou 40?




Quantos de nós já não nos perguntámos, ao encontrar uma amiga que não víamos há muito: “mas quantos anos é que ela tem? Está ótima!”.

A verdade é que, cada vez mais, as diferenças de idade parecem não passar por (algumas de) nós. É o que se passa com estas três mulheres, na casa dos 50, convidadas pela revista dada para ilustrar este artigo: Cristina Oliveira, Hermínia Cóias e Edite Costa.

Cristina Oliveira tem 51 anos, é secretária administrativa e mãe de duas filhas.

Hermínia Cóias tem 57 anos, professora, mãe de duas filhas.

Edite Costa, 52 anos, empresária, mãe de um filho e uma filha




Quantos de nós já não nos perguntámos, ao encontrar um (a) amigo (a) que não víamos há muito: “mas quantos anos é que ele (a) tem? Está ótimo (a)!”.

A verdade é que, cada vez mais, as diferenças de idade parecem não passar por (alguns de) nós.

Com a esperança média de vida em Portugal a aumentar – de 77,2 anos para os homens e de 83 anos para as mulheres, segundo dados da PORDATA relativos a 2013 – aumentam, igualmente, os cuidados a ter com o corpo e com a mente.

Os cinquentões apresentam, hoje, uma saúde semelhante à que, há umas poucas décadas, apresentavam os jovens na faixa dos 35 anos. E porquê? Graças aos avanços da medicina, ao acesso aos cuidados básicos de saúde, à melhoria das condições de vida, à atividade física, às escolhas alimentares, e a outros fatores importantes.



Revistadada.com