sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

O triunfo das invejosas esganiçadas que nunca levaram um piropo de tão feias

Esta criminalização do piropo parece-me um atentado aos direitos fundamentais dos trabalhadores da construção civil, e um atentado à liberdade de expressão: tem pernas para andar uma convocação geral de repúdio, expressa em concentração de avenida ou praça em Lesboa… além da supressão de uma experiência importante e sem par para todas as jovens mulheres que ainda não nasceram, um retrocesso civilizacional, portanto.

Feliz Ano Novo sob o bastião dos que, na juventude, clamavam que era proibido proibir (outros tempos).

Bomdia.eu