quinta-feira, 14 de janeiro de 2016


GOLPE DE ASA





Parece que as pessoas só querem fazer o que conhecem. O que sabem que vai dar certo. É claro que para quem pensa assim, nunca há risco. Nunca há um golpe de asa. As pessoas fecham-se nos seus próprios conceitos, muitas vezes apoiados em preconceitos, para não arriscar, para não cometer uma aventura.

Digo «cometer» uma aventura porque parece que aventurar-se é um crime. Cometer um risco, ir ao encontro do desconhecido. Um golpe de asa. Isso sim. Um golpe de asa.

Pensa que um pássaro até pode estar a voar, mas cometer um golpe de asa em pleno voo significa mudar abruptamente de rumo, sem aviso prévio, sem preparação. Completamente ao sabor do vento. Completamente ao sabor da vida.

Vá, arrisca. Comete o teu golpe de asa. Aceita percorrer caminhos menos conhecidos. Sai do teu círculo de conforto. Arrisca. Só os grandes aventureiros têm a essência límpida como cristal. Só os grandes aventureiros têm grandes histórias para contar.




Arcadoautoconhecimento