domingo, 3 de janeiro de 2016

ANÉIS DO MEU CABELO







Anéis do meu cabelo 
Se passares pelo adro 
No dia do meu enterro 
Diz à terra que não coma 
Os anéis do meu cabelo 
Já não digo que viesses 
Cobrir de rosas o meu rosto (...) 
Mas que sempre me guardasses 
Os anéis do meu cabelo. 

António Botto (photo Claire Trevor)



Carinhodescrito empalavras.blogspot.pt