sábado, 5 de dezembro de 2015

VAMOS JUNTAS?

"Na próxima vez que estiver em uma situação de risco, observe: do seu lado pode estar outra mulher passando pela mesma insegurança. Que tal irem juntas?"

Um movimento que surgiu pela necessidade das mulheres se sentirem mais seguras ao voltarem à noite do trabalho, faculdade entre outros compromissos ganhou força e uma página no Facebook.
Quem de nós já não passou por isso e precisou encarar a situação com a cara e a coragem? Pois é, a ideia fantástica foi da jornalista Babi Silva, de Porto Alegre, que se sentia insegura ao voltar para casa à noite, tendo que enfrentar ruas escuras e desertas. Ela conta que muitas vezes ouvia passos logo atrás dela e vinha o alívio quando era outra mulher na mesma situação. Então, quantas mulheres fazem o mesmo trajeto de volta para casa com seus medos e solidão? “Percebi que tinham muitas mulheres sozinhas no escuro, no mesmo lugar, talvez se sentindo como eu”, conta ela.
Foi aí que babi teve a ideia de sororidade, que é o pacto entre mulheres, no Facebook, através de uma postagem de um card e daí o movimento cresceu e ganhou força. “As pessoas acabaram publicando (o card) e compartilhando em alguns grupos fechados de mulheres. A repercussão foi tão grande que a gente criou a página ‘Vamos Juntas?”. – disse.
Após 48 horas de lançamento, a página ganhou 10 mil curtidas e em alguns dias alcançou a marca de 100 mil curtidas. Mulheres do país inteiro aderiram a ideia e já começam a se unir para combater a insegurança. Na página, várias histórias foram compartilhadas e houve a necessidade de ganhar o reforço de duas outras administradoras para dar conta do volume dos depoimentos.
“É algo que propõe uma solução real a esse problema e por isso tem uma aderência grande”, disse a criadora da página sobre a repercussão da ideia.
A ideia é ao sair do trabalho ou faculdade, olhe para o lado e quem sabe não consiga uma companhia e tenha uma volta para casa mais tranquila e quem sabe daí também possa surgir uma nova amizade! ♥
Foto: Getty Images

Votar no artigo: 
1 2 3 4 5
Nenhum voto. Seja você o primeiro!