sábado, 12 de dezembro de 2015

Prender o espirro pode fazer mal à saúde


 Entenda o que acontece quando se reprime o 'atchim!'




Você sabia que o ar que sai de um espirro pode atingir uma velocidade superior a 160 quilômetros por hora? E que, ao evitá-lo, a pressão se volta para dentro da cabeça, podendo provocar tontura, ruptura dos tímpanos, e até mesmo inflamação.

O médico otorrinolaringologista Koki Kitahara, diretor clínico do Hospital Otocentro, alerta que o espirro é muito importante para o bem estar das pessoas por ser um eficiente mecanismo de defesa do organismo diante da presença de partículas ou micróbios que causam irritação, como poeira, pólen, ácaros, vírus, bactérias e fumaça. “Ao prender o espirro, a pessoa mantém a secreção que seria expelida dentro das vias aéreas, o que pode levar a um quadro de sinusite”, explica.

Kitahara recomenda que além de não evitar o espirro, a pessoa deve fazer higienização nasal com soro fisiológico para eliminar qualquer secreção que esteja se acumulando nas vias aéreas, evitando assim processos inflamatórios.