domingo, 27 de dezembro de 2015

POR UMA VIDA

Mulher por Maurício Bastos

No andar de uma vida incerta

um sopro de calor aquece a alma

molha desejos obscenos - plenos e intensos...

É um ardor que escorre cálido - lembra chuva morna

e se esvai em becos de dor, de escuridão...


O querer machuca a alma...

À distância - tão sem horizonte -

gemidos não ouvidos são tempos de luz

são linhas retas,sem rima ou poesia...


Perfumes e Palavras