segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Onde Judas perdeu as botas...







Onde Judas perdeu as botas é uma expressão popular da língua portuguesa que é usada para descrever um lugar muito distante, difícil de alcançar ou mesmo inacessível.

Existem várias expressões equivalentes a "onde Judas perdeu as botas", tais como "onde o vento faz a curva", "no fim do mundo", "no cafundó de Judas", "no meio do nada", entre outras. - Não sei se vou poder ir na festa do João porque ele mora lá onde Judas perdeu as botas!

Em inglês, "onde Judas perdeu as botas" pode ser traduzido como "in the back of beyond" (expressão típicamente britânica que significa "na parte de trás do além"), "in the boondocks" (expressão mais usada nos Estados Unidos, que descreve uma zona pouco habitada), "in the middle of nowhere" (no meio do nada).

He lives in the boondocks / in the back of beyond / in the middle of nowhere -Ele mora onde Judas perdeu as botas!
Origem da expressão

É difícil saber a origem exata da expressão "Onde Judas perdeu as botas". Muitos autores acreditam que a expressão surgiu com a história de Judas Iscariotes, o discípulo que traiu Jesus. É certo que a Bíblia não menciona o hábito de Judas de calçar botas, mas uma crença popular afirma que Judas teria escondido num par de botas as trinta moedas que recebeu dos sacerdotes judeus, como pagamento por trair Jesus. Quando encontraram o corpo de Judas (depois de ter se enforcado), este estava descalço, e a lenda conta que muitos tentaram encontrar as botas para ficar com o dinheiro, mas sem sucesso. Por esse motivo, "onde Judas perdeu as botas" serve para descrever um lugar difícil de encontrar, um terreno longínquo.

No entanto, a Bíblia refere que Judas, movido por arrependimento, devolveu as moedas aos sacerdotes judeus antes de se suicidar. Por esse motivo, onde quer que estivessem as suas botas, elas não iriam conter as trinta moedas. Posteriormente a Bíblia menciona que os sacerdotes usaram as 30 moedas de prata para comprar o Campo do Oleiro, que ficou conhecido como o "Campo de Sangue".