domingo, 20 de dezembro de 2015

Joias, perfumes e ...





Por vezes pergunto-me porquê o luxo, o glamour, o mostrar aquilo que se tem e o que não se tem na Consoada. Estamos a comemorar o nascimento de Jesus não é? É! Lembram-se onde nasceu o Menino Jesus? Nasceu numa cabana de pastores não foi? e o berço? Era uma manjedoura, e o colchão? Palhinhas. Portanto Jesus não nasceu num palácio, aliás quem vivia num palácio até "lavou dali as mãos"  e não se importou que matassem o menino e outros meninos também. Felizmente o menino Jesus salvou-se porque os pais emigraram para o Egipto.

Então, porquê o luxo, porquê esta loucura que fomos instituindo nesta época? Esta correria desenfreada aos centros comerciais, hipermercados, que mais parece que o mundo vai acabar?
Li ontem já não sei onde que alguém ofereceu a uma criança pequena um lindo embrulho com um laçarote enorme, a mãe ajudou-o a abri-lo e saiu de lá um lindo brinquedo mas o menino voltou a pegar no laçarote e colocou o brinquedo que por acaso era um carrinho, cópia de um carro da marca do pai, completamente à parte e o laço seguia tão bonito e ele não tirava os olhos dele.

Feliz Natal!