quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz Ano Novo!




Insone, escrevo
um novo ano
despindo o tédio
dessas mãos enferrujadas
de não escrever mais
há anos


Insone, começo
um  novo dia
despedindo da noite
com um poema.