sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

CHARLOTTE ELIZABETH DIANA





Uma tripla homenagem. O nome da Princesa de Cambridge, "Charlotte Elizabeth Diana" será uma bonita homenagem ao avô Charles (o eterno Príncipe - porque provavelmente não será Rei, se abdicar ao trono ou falecer antes da Rainha), à avó Diana (uma Princesa que ficará eternizada no coração de seus súditos como uma pessoa extremamente caridosa e carismática) e também à sua bisavó, a Rainha Elizabeth, um nome que já virou símbolo da Realeza britânica, já que outras Rainhas já receberam o mesmo nome.

A segunda filha do príncipe William e da duquesa Kate Middleton nasceu neste sábado (2) e recebeu um nome forte, bem condizente com sua posição no seio da família Real, já que a princesinha acaba de se tornar a quarta na linha de sucessão ao trono britânico, atrás de seu avô Charles, de seu pai William e de seu irmão George.

E como mencionamos no post que comunicava o nascimento da menina, haviam apostas pelo nome e cor do traje de saída do hospital, as quais já têm seus vencedores. Uma das maiores apostas, o nome Alice (nome da tia avó do príncipe Willian), era um dos mais cotados, mas foi o único não usado em seu registro de nascimento.

Já a cor do traje vencedor foi a amarela, cor neutra que serviria para ambos os sexos. A manta que cobria o bebê era branca e muito delicada. Vale lembrar que (será que a intenção era combinar ou mostrar que não havia preferência quanto ao sexo?) o vestido estampado da mamãe Kate Middleton tinha delicadas flores amarelas em fundo creme. Abaixo, uma foto que mostra o vestido de Kate em detalhes, assim como o scarpin bege que a duquesa usava na saída do hospital.



Queremos saber: Marias, vocês gostaram do nome Charlotte Elizabeth Diana? Eu achei a escolha mais que perfeita, mas trocaria a ordem do segundo e terceiro nome. E vocês, o que acham?

Em tempo: A rápida saída da Duquesa da maternidade - cerca de 3 horas após o
parto normal- causou espanto em algumas pessoas. Mas uma pessoa ligada à família Real disse que, como estava tudo bem com Kate, a opção de ir para casa era natural, já que, provavelmente, no Palácio havia ainda mais conforto e comodidade para abrigar mãe e filha.