sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

BENDITAS SEJAM AS PAIXÕES!







Benditas sejam todas as paixões , as desvairadas, as desenfreadas, as inconsequentes paixões. Benditas as mãos a tremer, os dedos nervosos a suar.

A inquietação dos minutos rápidos e dos segundos lentos.

Esse sentimento bom, angustia ruim. O pulso a acelerar , o congelar do ventre…o viver intensamente.

Precisamos de paixão…só é assim é que nos sentimos vivos.

Seja platônica, real, idealizada,carnal, possível.

Algo que nos desperte apetites vorazes , que nos aumente a fome de viver.

Bom mesmo é poder colher paixões é só então comê-las de colher, como um doce de leite…lambuzar-mos dos ossos á alma e jamais sairmos ilesos.