sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

AS CINCO FASES DO SEXO NA RELAÇÃO

Arte de Unica Zürn

A primeira: é a melhor. Quando os dois se olham e já tem vontade. Não é necessário dizer nada. É um abraço, é um beijo e eles já estão entrelaçados, presos, grudados. Período comum aos apaixonados. Média de quatro durante a semana. Dia sim, dia não.

A segunda: é quando o sexo depende de pretexto. Torna-se espaçado, e você começa a marcar horário ou preparar uma janta especial ou convidar para fazer um encontro romântico com segundas intenções. Média de uma por semana.

A terceira: é quando você já pergunta se a outra pessoa quer transar, pois não vê nenhum movimento, nenhum indício, nenhuma aproximação espontânea. É o momento de ouvir desculpas como "Excesso de trabalho", "Enxaqueca" e "Estresse" (os três ‘E’ do ‘sai de perto’). Média de uma por mês.

A quarta: é quando você não mais pergunta e passa a cobrar a ausência de sexo. Conta os dias de abstinência, troca acusações, reclama do distanciamento, já se sente morando com um amigo. Média de uma a cada três meses.

A quinta: é quando você não mais pergunta, muito menos cobra. Você esquece, você desiste de tentar, você se conforma de que a relação não tem mais conserto. Espera a ordem de despejo. É o fim pelo cansaço. Média? Não tem média nenhuma.

Fabrício Carpinejar