quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

AGORA!!!!

55 PEQUENAS COISAS QUE PODEM MUDAR A SUA VIDA PARA MELHOR EM 2016






A organização do tempo em calendário é coisa de sábio. É uma forma de organizar a vida naturalmente. Aproveitar a virada do calendário e dar um upgrade em suas atitudes e acções é também uma atitude sábia. Como diz o senso comum (e o senso comum muitas vezes tem razão): “se você continuar fazendo as mesmas coisas, o máximo que vai conseguir são os mesmos resultados”. Por isso é preciso cortar algumas coisas e acrescentar outras em sua rotina para obter um resultado diferente. Listamos abaixo, de forma aleatória, 55 atitudes e acções para você em 2016. Aqui você pode escolher ou mesmo inspirar para a montagem de suas intenções de melhoria para o ano que vem. Se não lhe servir na prática, esperamos que pelo menos se divirta:

1 — Provar na prática que em época de crises é que surgem as grandes oportunidades;
2 — Convencer-se de que todo problema traz consigo uma ou mais soluções;
3 — Trocar o emprego chinfrim por um promissor;
4 — Iniciar um empreendimento em plena crise, porque quando os concorrentes acordarem, você           já estará bem longe;
5 — Fazer o negócio da vida, sem que para isso tenha que vender um rim, uma córnea, um bago             ou a metade do fígado;
6 —  Dar o primeiro passo com naturalidade, sem preguiça, nem sofrimentos;
7 —  Superar um trauma, ou melhor: superar todos os traumas;
8 —  Ler um livro. Qualquer um. Mas ler;
9 —  Baixar o índice de gordura corporal;
10 —Ganhar musculatura, no corpo e no cérebro;
11 — Estudar uma língua: o Português;
12 — Transformar uma paixão em saudade e uma saudade em esquecimento;
13 — Entender finalmente que as relações são múltiplas e a vida é única;
14 — Comprar um carro desportivo ou vender o que tem;
15 — Viajar para um lugar desconhecido sem mapa, nem GPS;
16 — Comer comidas típicas, ainda que bizarras, como espetinho de escorpiões, ou cérebro de                macaco como se fosse sorvete;
17 — Praticar um desporto radical;
18 — Passear a pé pelo próprio bairro e descobrir as belezas incorporadas à paisagem;
19 — Jogar palito, por dose de pinga, em bar tipo pé-sujo, com os amigos de infância que viraram            bêbados;
20 — Reduzir a produção de lixo e o consumo de água pela metade;
21 — Plantar algumas árvores para compensar sua emissão de carbono;
22 — Consumir energia solar, ou no máximo, eólica;
23 — Transformar o seu lixo orgânico em húmus e produzir suas próprias hortaliças;
24 — Cultivar ervas de alimento e cheiro numa horta vertical no próprio apartamento;
25 — Mudar para uma casa de campo, levar vida simples e receber os amigos (me inclua dentro!);
26 — Ganhar dinheiro até poder dizer que dinheiro não tem importância;
27 — Ir ao réveillon do Rio de Janeiro de ficar de costas para o foguetório só para valorizar a (o)              parceira (o);
28 — Aprender a duvidar e a crer seletivamente;
29 — Descobrir de onde “puxar uma pena e tirar uma galinha”;
30 — Não duvidar que o fundo do poço é mais fundo e que pode se transformar em abismo;
31 — Achar tempo para passar com as pessoas de seu bem-querer;
32 — Querer bem as pessoas que merecem;
33 — Descartar os excessos, inclusive os amigos inconvenientes;
34 — Organizar as áreas física, mental e espiritual;
35 — Concentrar em sua área de acção e evitar desperdício de energia com áreas de mera                       preocupação;
36 — Desenvolver aptidão de se empenhar pelo amanhã, sem sofrimentos;
37 — Reconhecer que dinheiro e mulher bonita (ou homem interessante) só se conseguem se tomar           de alguém;
38 — Aproveitar o tempo sem desperdiçar a vida;
39 — Tirar tempo para o seu silêncio e estar consigo mesmo;
40 — Alimentar grandes sonhos sem tirar os pés do chão;
41 — Provar que é possível ser honesto num sistema mafioso e cleptocrata, sem se deixar roubar;
42 — Aprender a identificar os ciclos vencidos e não sofrer por eles e investir naqueles em vigor;
43 — Dizer “não” sem sentimentos de culpa;
44 — Dizer “sim” sem parecer arrogante;
45 — Dizer “talvez” sem parecer covarde;
46 — Fazer reeducação alimentar, ginástica ao ar livre, andar de bicicleta, tomar banho de rio;
47 — Fazer caridade sem parecer superior;
48 — Aprender a cantar e tocar um instrumento;
49 — Valorizar coisas sem cotação monetária;
50 — Combater radicalmente em sua área o mosquito multiusos dos vírus da dengue, chikungunya          e zika;
51 — Decorar poemas e declamá-los em eventos de família e assemelhados;
52 — Interessar por assuntos fora de sua área de actuação;
53 — Duvidar de práticas antigas só porque são antigas;
54 — Duvidar de novidades só porque são novidades;
55 — Fazer de 2016, contra todas as previsões, o ano mais próspero de sua vida!

Edival Lourenço
http://www.revistabula.com/