quinta-feira, 5 de novembro de 2015

OUVI DIZER QUE O AMOR AINDA EXISTE







...Ouvi dizer que o amor ainda existe.

Ele se encontra disfarçado em cada gesto, em cada olhar, em cada palavra não dita por medo de se decepcionar.
Ele vive hoje o tempo da fuga, foge-se dele próprio pra não correr o risco de sair ferido, machucado.
O amor quando exposto, entregue, é muito provável que seja rejeitado, taxado como louco. Então pra quê se expor, quando é mais fácil fugir, mentir e se esconder. Que tal se o amor que existe em todos nós perdesse o medo de se mostrar, de se arriscar?!
Quantas dúvidas acabariam, quantas barreiras se quebrariam, quantos amores seriam reatados...
Não tenha medo da vida, não tenha medo de amar, deixe o amor que existe em você criar asas. Jamais endureça seu coração por já ter vivido algumas desilusões, afinal já dizia Carlos Drummond de Andrade "Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?" Então, simplesmente AME e se deixe AMAR!

Loyane Nikita