sexta-feira, 24 de julho de 2015

As oito frases mais irritantes que os homens insistem em falar para as mulheres

vinganca
Dementia


1Eles não querem nos aporrinhar, não querem acabar com o nosso dia, não querem colocar minhoquinhas em nossas cabeças, não querem ser incrivelmente babacas. Esses bofes, meninas. Tem horas que eles soltam cada coisa, que é impossível acreditar que saiu de um ser humano. Mas, na maioria das vezes, eles não fazem de propósito. Certas frases são meio que música ruim na boca dos meninos. Pegam, grudam e não saem mais. Simplesmente irritantes.

Meninos, leiam com atenção e tenham piedade de nós. #fechaamatraca

“A gente se fala!”

C-o-m-o assim? Quando? Por que? Por onde? Você vai me ligar? Eu posso mandar um oi? Uma carta? MENINOS. Parem. Cada vez que vocês terminam uma conversa com um “a gente se fala”, uma foca do Alasca morre sem ar. Mentira, nem sabemos se existe foca no Alasca. Mas, gente. Vocês não fazem ideia do poder de enlouquecer uma mulher que essas palavrinhas possuem. Se você deseja uma gata linda, sóbria e sem neuroses, abstraia essa combinação de palavras do seu vocabulário. E vão ser vagos na casa do caralho!

“Tá sumida!”

Se essa frase vier de um primo de terceiro grau que mora no interior, ou de alguma amiga que você fez na época do jardim de infância, ok. Mas elas nunca são usadas pelas pessoas certas. Geralmente, aquele cara que nunca mais apareceu depois de uma noite romântica, brota do meio do asfalto da rua, te abraça e diz TÁ SUMIDAAA! E aí, você lembra de todos os whatsapps que mandou durante dez meses pro rapaz, que simplesmente não foram respondidos. Pensa que ele conhece direitinho o caminho da sua casa. E mais. Ele tem o seu número (é nessa hora que você deveria ofender o garoto com alguma palavra de baixo calão, mas você só da um sorrisinho e diz, “sim, ando muito ocupada”, porque, caso ele resolva aparecer de novo,  tá ali prontinha pra responder uma mensagem dele a hora que for, a gente sabe).

“Foi bom pra você?”

Quem pergunta isso tem a certeza absoluta que não foi bom, sabe que a parceira não vai ter a cara de pau de dizer, NÃO, FOI UMA BOSTA!, e pergunta mesmo assim, pra alimentar o ego com falsas esperanças. Se você faz esse tipo de pergunta, cara, você é mala.

“Você é muito especial!”

Obrigada. Mas não diga isso depois de eu dizer que te amo. Nem se eu estiver em greve de sexo. Nem se você estiver se declarando. Nem se o Papa mandar. Nem se começar o apocalipse. Especial é sanduiche do McDonald’s.

“Hum!”

Dois? Feijão com arroz? A gente sabe que mulheres falam mil palavras a mais do que os homens durante o dia. Somos uma subespécie de maritaca e não podemos fazer nada quanto a isso. Mas, pelo amor de Deus, né? Responder qualquer frase com um “hum” é o máximo que você pode fazer pra mostrar que tá cagando pros nossos assuntos. Se sua intenção for essa, recado dado.

“Minha ex…”

Qualquer coisa que venha depois dessas duas palavras já é motivo de histeria e deve ser evitada.

“Você engordou!”

Cara, qual o seu problema? Tu não tem mãe? Convida a gata pra uma partida de ténis, caso não queira voltar pra vida de solteiro.

“Ela é só uma amiga”

Já comeu? Quer comer? De 0 a 10, quanto que você quer? Já quis? Desde quando se conhecem? Por que você não quer comer ela? Ela tem namorado? Ela é gorda! Você falou com ela hoje? Quem puxou assunto? Por que ela puxou assunto se não gosta de você? Por que você nãããããão comeu ela? Ela é mais bonita do que eu? O que ela faz da vida? É p....? Vocês são muito amigos? Ela tem bafo? Por que raios você não comeu ela?


Arquivos de Fotografia - irritado, mulher zangada, apontar. Fotosearch - Busca de Fotos, Imagens, Murais de Parede e Clipart



E aí, meninas. O que esses garotos andam falando pra vocês, hein? Conta pra gente!

(Retirado do site brasileiro Sem Cao )