segunda-feira, 15 de junho de 2015

A marcha de José



 


E agora José para onde vamos?
Não tenho mais dinheiro
Perdi o emprego
Ganhei mais quilos
Perdi amigos
Não tenho planos
E agora José para onde vamos?
Quero fugir do sistema
Quero escrever meus poemas
E ir pro cinema
Quero ser tudo com quem simpatizo
Cansei de fazer o que não gosto
cansei de fazer o que não quero
Quero viver da arte
E viver assim espero
Quero fugir pra Minas
Quero fugir da sina
Quero ter namorada
Quero ler mais Mafalda
Quero ser o que quiser
Ser criança de novo
velho um pouco
Quero somar todos os meus "agora"
E fazer meu próprio futuro
E agora José pra onde vamos?
Já tenho alguns planos
Que tal para Minas?
Comer queijo, tomar pinga
Ou fiquemos por aqui
Aproveitar carpe diem
Cansei de fazer o que não gosto
Vamos marchar José?
José para onde?

-Vamos ser tudo o que quisermos
Vamos forjar um novo inferno
Vamos conhecer novos amores
Vamos beber até esquecer nossas dores
vamos marchar e marchar
Até chegar onde queremos
Aproveitar enquanto vivemos
Vamos viver o sonho do poeta que diz
"quero pra mim todos os sonhos do mundo"
E quero torna-los reais
Quero ser tudo o que quiser
Quero esquecer as regras
Pois já esqueci as rimas
Quero criar meu próprio sistema
Quero escrever meus poemas
Quero viver no meu mundo
Quero esquecer os dilemas
Quero para mim todos os sonhos do mundo
Ao som de uma boa música de fundo
Marchando em frente porque a vida não anda pra trás
Quero viver cada dia de vida a cada dia de vida que perco
Quero aproveitar tudo antes da morte sem entrar em desespero

Mário Fernando de Oliveira